Ecoturismo

Conheça cinco estratégicas de resistência do Povo Yanomami

Conheça cinco estratégicas de resistência do Povo Yanomami

8 minutos Além do projeto que promove o turismo ao Pico da Neblina/Yaripo, recentemente, o Povo Yanomami ainda realizou um filme de sucesso internacional durante a pandemia, aprendeu a produção de chocolates e cogumelos orgânicos e mobilizou centenas de milhares de pessoas em um abaixo-assinado em defesa do seu território. Neste artigo, você conhece um pouco da história desse povo, em seguida, conhece mais a fundo essas ações de resistência. O POVO YANOMAMI De acordo com estudos de geneticistas e linguistas, os antigos Yanomami Continue lendo

São Gabriel da Cachoeira: cidade mais indígena do Brasil e ponto de partida da expedição para o Pico da Neblina

São Gabriel da Cachoeira: cidade mais indígena do Brasil e ponto de partida da expedição para o Pico da Neblina

4 minutos A expedição que sobe ao Pico da Neblina (o Yaripo para o povo Yanomami) tem como primeiro ponto de encontro, São Gabriel da Cachoeira. Durante o período de seca nos rios, belas praias surgem para diversão dos moradores locais É de São Gabriel que parte a estrada e depois a embarcação que leva o grupo de viajantes para a aldeia yanomami, Maturacá. É em Maturacá que dormimos uma noite antes de, ao lado de nossos parceiros yanomami, entrar novamente em um barco Continue lendo

Samaúma: A árvore rainha da Floresta Amazônica, sagrada para os povos indígenas.

Samaúma: A árvore rainha da Floresta Amazônica, sagrada para os povos indígenas.

2 minutos Também conhecida como a “árvore da vida” ou “escada do céu”. Os indígenas a consideram “a mãe” de todas as árvores. Podendo chegar a 70 metros de altura, a Samaúma serve de abrigo para outras árvores, pássaros e insetos. Se você for caminhar ou passear de barco em uma viagem pela Floresta Amazônica, provavelmente, vai ter a chance de ver uma das maravilhosas Samaúmas (ou Sumaúmas) por lá.   Podendo chegar até a 70 metros de altura e a 120 anos de Continue lendo

Você sabe por que as antas são chamadas de “jardineiras das Florestas”?

Você sabe por que as antas são chamadas de “jardineiras das Florestas”?

2 minutos Maior mamífero terrestre da América do Sul, a anta vive em diversos biomas brasileiros: Cerrado, Mata Atlântica, Amazônia e Pantanal. JARDINEIRA DAS FLORESTAS “Ela come oito, nove quilos de alimento por dia. Muito disso é fruto. Quando ela engole os frutos, engole a semente e aí ela defeca. Só que o bicho anda enormes distâncias. Então ela é uma super dispersora de sementes e a gente costuma chamá-la de a jardineira da floresta”, explica a engenheira florestal Patrícia Médice, do Instituto de Pesquisas Ecológicas. (@institutoipe)          De acordo Continue lendo

Boto Cor de Rosa e as belezas da Amazônia

Boto Cor de Rosa e as belezas da Amazônia

5 minutos Navegar de barco pelo rio Amazonas é uma das experiências mais deslumbrantes que se possa imaginar. Além da beleza da paisagem e das comunidades flutuantes, é possível ver um dos grandes símbolos da Amazônia Brasileira: o boto-cor-de-rosa, mamífero cetáceo que pode ser encontrado nas águas dos rios Amazonas, Solimões e Araguaia, no Brasil. Você sabia que o boto cor-de-rosa (Inia geoffrensis) pertence à família Innidaeparente, a mesma das baleias e dos golfinhos? Ele é o animal de maior porte da família a Continue lendo

Uganda: o impressionante encontro com os Gorilas-das-Montanhas

Uganda: o impressionante encontro com os Gorilas-das-Montanhas

6 minutos Ficar frente a frente com um gorila de quase 200 quilos e 1,7 metros de altura, vivendo livre em seu habitat natural… esta é uma das experiências mais intensas de contato com a natureza que acontece atualmente e ela pode ser vivida em Uganda. Conhecido como “Pérola da África”, o país ainda reserva muitas outras atrações capazes de surpreender até os turistas mais experientes. Sua localização é privilegiada: divide fronteiras com Sudão, Ruanda, Congo, Quênia e Tanzânia. O país é um celeiro Continue lendo

Serra da Canastra: cachoeiras, sabores e hospitalidade em meio ao Cerrado

Serra da Canastra: cachoeiras, sabores e hospitalidade em meio ao Cerrado

5 minutos Há um número enorme de motivos para se visitar a Serra da Canastra. Você não resiste a lindas cachoeiras com muitos poços para banhos? Certamente, vai encontrar dezenas delas lá. Você se encanta com a vida selvagem vivendo livremente nas paisagens? Lá, existem muitos tamanduás bandeira, veados campeiros, tatus e lobos guará, tucanos e muitos outros lindos pássaros que podem ser avistados. A flora também te encanta? Dependendo da estação do ano, a paisagem apresenta diferentes cores de acordo com as espécies Continue lendo